Descubra o que é intercâmbio cultural e como fazer

Descubra o que é intercâmbio cultural e como fazer

janeiro 17, 2019 0 Por Efígie Projetos Educacionais, Viagens e Turismo Ltda

Muitas pessoas desejam fazer um intercâmbio cultural para ter novas experiências em um lugar, muitas vezes, bem diferente do seu local de origem. Em geral, jovens estudantes têm esse objetivo devido aos diversos benefícios advindos dessa vivência.

Nesse sentido, é preciso contar com o apoio dos pais na escolha do destino e também em todas as decisões necessárias nos momentos que antecedem a viagem. Além isso, é fundamental estar bem informado sobre diversas questões que envolvem o intercâmbio.

Por esse motivo, preparamos este post com informações muito importantes sobre o assunto. Confira!

O que é intercâmbio cultural?

Trata-se de um viagem ao exterior realizada por um estudante, o intercambista. O foco, geralmente, é aperfeiçoar o idioma falado no país para o qual ele vai viajar, além de conhecer melhor as tradições e os costumes do lugar.

Nesse tipo de programa, o aluno costuma ficar hospedado na casa de uma família local e só a conhece pessoalmente quando chegar ao seu destino. Conviver diariamente com moradores ajudará na aquisição da fluência da língua falada lá e na aprendizagem de como é viver no lugar.

Por que ter essa experiência?

São vários os motivos, entre os quais podem ser citados:

  • tornar-se fluente em um outro idioma;
  • conhecer pessoas, locais e culturas diferentes;
  • desenvolver a autoconfiança e a independência;
  • apresentar um diferencial no currículo;
  • fazer novos amigos;
  • divertir-se.

O intercâmbio cultural traz muitas vantagens ao estudante, tanto no que se refere ao mercado de trabalho — proporciona mais e melhores oportunidades de emprego — quanto ao seu desenvolvimento como pessoa, já que melhora o convívio no ambiente social e gera mais respeito à diversidade.

Como fazer esse tipo de intercâmbio?

Defina o local

É preciso definir o local para onde o estudante deseja ir e por quanto tempo pretende ficar por lá. Fatores como idioma, clima, custo de vida, atividades oferecidas, entre outros, devem ser considerados. Além disso, o futuro intercambista deve procurar um destino que esteja de acordo com seus anseios e com as suas expectativas em relação à experiência.

Conheça a burocracia

Após a definição do país, passa-se para a parte burocrática. O passaporte é o documento principal e pode levar até 30 dias corridos para ficar pronto. Há ainda o visto, que não é exigido em todos os países, porém, em alguns, a apresentação é obrigatória.

Pode ser de turista ou de estudante, de acordo com a carga horária do curso a ser feito e do tempo que a pessoa ficará no país. Em alguns casos, comprovante de renda, entrevista no consulado, exames, médicos e vacinas também podem ser solicitados.

Organize-se

O ideal é dar início à organização do intercâmbio cultural com seis meses de antecedência, pois assim é possível providenciar com calma, tudo o que for necessário e lidar com imprevistos, se for o caso. É válido ressaltar a importância de contar com o suporte de uma empresa especializada na área, que orientará todo o processo, ajudará na escolha do local de destino e facilitará o contato com as escolas.

Perceba então que o intercâmbio cultural é muito mais que uma simples viagem ao exterior. Pelo contrário, constitui uma grande experiência de vida! Estar em um ambiente diferente e em contato com pessoas até então, desconhecidas, contribui para que o estudante se torne mais maduro, responsável e solidário.

O que achou deste post? As informações foram úteis para você? Então, nos siga nas redes sociais e acompanhe sempre as novidades! Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!