Ensino bilíngue: confira quais são as vantagens para a carreira

Ensino bilíngue: confira quais são as vantagens para a carreira

janeiro 11, 2018 0 Por Efígie Projetos Educacionais, Viagens e Turismo Ltda

Ensino bilíngue: Com o advento da internet e com a vinda da geração Millennial, a comunicação entre pessoas de vários países ficou a um clique de distância. Nessa perspectiva, ter um ensino bilíngue proporciona muitas vantagens, como melhor desenvolvimento cognitivo, acesso a conteúdos em primeira mão e oportunidade de fluência com mais rapidez, sem precisar passar por cursos de idiomas mais tarde.

Falar uma segunda língua já deixou de ser um acréscimo ao currículo e passou a ser fundamental para uma profissão de sucesso. Com isso, os falantes de uma língua estrangeira ganham destaque no mercado de trabalho.

Pensando nisso, no post de hoje, separamos informações relevantes para que você tire todas as suas dúvidas sobre o assunto. Continue a leitura e saiba mais!

Como funciona o ensino bilíngue?

A dinâmica da metodologia consiste em utilizar a língua materna e a segunda língua para apresentar o conteúdo escolar para o estudante. Diferentemente das escolas tradicionais, que ministram o idioma estrangeiro em apenas uma turma, nesse modelo todas as disciplinas são ensinadas nos dois idiomas.

Com o objetivo de disponibilizar uma imersão para os alunos, as escolas bilíngues procuram trazer um ambiente propício para o debate, com exposição e leitura na segunda língua. Dessa forma, é comum encontrar trabalhos e cartazes de alunos em inglês, espanhol, francês etc.

Como são as escolas nos EUA e no Brasil?

Nos EUA, as escolas bilíngues apresentam o ensino de English Language Learners (ELL), no qual os alunos que não possuem o inglês como língua de origem podem aprender o idioma na própria escola. Nessas classes, o professor fala apenas em língua inglesa e o foco é o aprendizado dela. Além disso, os alunos podem ser de diversas nacionalidades.

Já o ensino bilíngue brasileiro se difere do dos Estados Unidos, porque, no Brasil, tanto a L1 (língua do país de origem) quanto a L2 (segunda língua) são utilizadas em sala. O método empregado é English as Second Language (ESL). Além do mais, o foco não é adquirir o inglês e sim tornar o aluno fluente, sendo capaz de assimilar conteúdos diversos no idioma estrangeiro.

Geralmente, esse ensino é encontrado em escolas bilíngues especializadas, em cursos renomados e também em instituições durante o intercâmbio de estudos.

Quais são as vantagens da educação bilíngue?

O aprendizado num sistema bilíngue traz muitos benefícios para a vida pessoal e profissional. Um deles é poder ir à fonte, consultando livros, assistindo a filmes e lendo reportagens na sua língua de origem, sem precisar esperar por um tradutor. Com isso, acaba o delay (atraso) de informação de um país para outro.

Por exemplo, quando um tema é novidade no Brasil, por certo já está sendo desenvolvido há algum tempo em outros países. Muitos empresários aprendem com pessoas no Canadá, nos Estados Unidos, na França, entre outros. Assim, além de trazerem as inovações aprendidas no exterior para seus negócios, investem na criação de cursos que serão completamente novos em língua portuguesa.

Outras vantagens são:

  • maior facilidade no aprendizado de novas línguas;
  • aumento da capacidade de cognição;
  • avanço da memória e da atenção;
  • melhor desenvolvimento da linguagem e do raciocínio;
  • destaque no currículo profissional;
  • melhor saúde mental com prevenção de doenças degenerativas;
  • comprovação de proficiência.

Por que o ensino bilíngue é uma das formas mais eficazes de ter sucesso?

Com a globalização houve a necessidade de ter uma língua em comum para que a comunicação ocorra mais facilmente. Em geral, o inglês é o mais utilizado e também o mais presente no ensino bilíngue. Ter essa habilidade é essencial para uma profissão e um futuro bem-sucedidos e, certamente, contribui significativamente para “abrir portas” tanto dentro quanto fora do país.

Então, que tal investir na carreira dos seus filhos com um ensino bilíngue? Não deixe de saber mais sobre metodologias em nosso artigo sobre educação a distância. Boa leitura!