Veja como funciona as universidades inglesas

Veja como funciona as universidades inglesas

novembro 20, 2018 0 Por Efígie Projetos Educacionais, Viagens e Turismo Ltda

Quem não gostaria de se formar em algumas das universidades inglesas mais prestigiadas do mundo? A resposta é unânime entre os brasileiros, mas o que muitos desconhecem é como as instituições funcionam na terra da rainha. Entenda desde a história de fundação até o processo seletivo, passando pelo custo e pela possibilidade de bolsas de estudo nas universidades mais conceituadas do país. Leia agora mesmo!

Quais são e como funcionam as universidades inglesas?

A Inglaterra é uma verdadeira potência em termos de ensino, desde a educação primária até o nível superior. Obter um diploma em uma universidade britânica reconhecida oferece mais empregabilidade, já que os selos de qualidade de centros como Oxford, Cambridge, Imperial College London, Surrey e Bath abrem muitas portas.

Universidade de Cambridge

Ao todo, o Reino Unido conta com mais de 100 universidades gabaritadas. Porém, escolhemos começar a lista com Cambridge, por ela ter sido fundada no século XIII (em 1209) e estar no topo das instituições internacionais.

Com vários prêmios Nobel na história, a Universidade de Cambridge é bastante concorrida (a taxa de aceitação é de 20%), mas oferece cursos para estrangeiros. Em geral, estudantes de outros países pagam de 4 a 18 mil libras esterlinas, a depender da graduação.

Universidade de Oxford

Oxford não fica nada atrás, muito pelo contrário: a universidade é considerada a primeira de língua inglesa do mundo, tendo sido fundada em 1096. O campus é formado por 38 faculdades, admitindo cerca de 50% das pessoas que prestam o exame de seleção.

No topo das pesquisas educacionais, a instituição costuma cobrar valores parecidos com os de Cambridge para que um estrangeiro consiga se matricular em algum curso.

Imperial College London

Fundado em 1907, o principal campus do Imperial College está na capital Londres e é indicado para pessoas que buscam áreas ligadas à saúde e à engenharia, apesar de a instituição contar com um departamento de humanidades atualmente.

Com uma taxa de aceitação que gira em torno dos 20% entre graduação e pós, o Imperial College está no top 10 mundial de vários rankings que medem a educação a nível internacional. As taxas giram em torno de 9 mil libras na graduação.

Universidade de Surrey

Quem disse que idade quer dizer tudo? A Universidade de Surrey está aí para mostrar que os centros mais novos também se destacam na Inglaterra. Fundada em 1891, a instituição pública é reconhecida por focar no mercado, tendo estudantes em posição de comando em várias empresas. O custo da graduação sai entre 9 e 17 mil libras.

Universidade de Bath

A história da Universidade de Bath começa no século XIX, com a fundação do centro em 1856. Apesar de a instituição não ser tão conhecida internacionalmente (se comparada a Oxford, por exemplo), o lugar se destaca por aparecer nas principais pesquisas que medem a satisfação do estudante inglês.

Em todas as instituições listadas, você pode conseguir uma bolsa de estudos que cubra integral ou parcialmente o custo do curso. Os processos seletivos mudam entre as universidades, mas o primeiro passo é entrar em contato com as faculdades e checar quando começam as provas de qualificação, chamadas de application.

Neste texto, você descobriu algumas das cinco melhores instituições de ensino superior da Europa, a exemplo de Oxford e Cambridge, que estão no top 5 da educação mundial. Em todo caso, esteja certo de que para estudar em um universidade britânica é preciso muito esforço e fluência em inglês.

Agora que você entendeu como funcionam as universidades inglesas, deixe um comentário no post e conte mais sobre a sua experiência com o inglês!